Português English

[Vídeo] Tacar fogo no mundo - o linchamento Gamela

Inserido por: Administrador em 04/05/2017.
Fonte da notícia: Assessoria de Comunicação do Cimi

O povo Gamela vive no estado do Maranhão. Desde 2015, sem qualquer providência do Estado para a demarcação de suas terras, o grupo composto por cerca de 1200 pessoas está retomando o seu território ancestral, nos arredores dos municípios de Viana, Matinha e Penalva. No último domingo, 30 de abril, fazendeiros reunidos em torno de um grupo que intitularam “Movimento pela Paz”, com a participação de políticos, realizaram uma violenta ação contra os Gamela. Cerca de 13 pessoas ficaram feridas no ataque. Dois indígenas tiveram as mãos decepadas e outros vários ficaram com projéteis alojados no corpo. A imprensa do Brasil e do mundo se mobilizou para cobrir o linchamento sofrido pelo povo. Os Gamela e as entidades de apoio exigem a imediata abertura do Grupo Técnico para a demarcação da terra indígena Gamela pela Funai.

Reportagem e imagens: Ana Mendes
Roteiro: Andressa Zumpano e Ingrid Barros
Montagem: Andressa Zumpano

MA

Gamella conquistam direito de identificação civil e de registrar crianças com o sobrenome do povo

Povo Akroá Gamella conquista decisão judicial que assegura o direito fundamental de identificação civil indígenas e o registro das crianças recém nascidas com sobrenome Gamella

Pelo 3º ano seguido, incêndio na TI Arariboia pode provocar remoção de Awá isolados e destruição de aldeias Guajajara

"Somos contra ter contato com eles. A Funai usa os Awá de recente contato pra ter contato com quem não tem. Pra botar na cabeça deles de que é melhor sair de onde eles estão", diz liderança Guajajara

Povo Krenyê exige da Funai o desembolso do recurso destinado à criação de Reserva

O povo Krenyê não habita o território reservado a eles porque a Funai ainda não desembolsou o dinheiro para finalizar a compra da área destinada aos indígenas

No lugar de respostas, general da Funai ameaça despejar ocupação Guajajara à sede do órgão no MA

Os Guajajara seguem com a ocupação e afirmam que não saem sem respostas. Indígenas pedem apoio para proteger e fiscalizar a Terra Indígena Guajajara, quase toda invadida

Guardiões da Floresta da TI Arariboia ocupam sede da Funai reivindicando proteção e fiscalização do território

No final de semana, os indígenas ocuparam a sede regional da Funai de Imperatriz (MA). "Decidimos pelo ato pacífico para demonstrar nossa insatisfação com a falta de respostas", explica Franciel...

Total de Resultados: 230

Página atual: 1 de 46

123456 Próximo Final

Endereço: SDS, Ed. Venâncio III Salas 309/314 - Brasília-DF Cep: 70393-902 - Brasil - Tel: (61) 2106-1650 - Fax: (61) 2106-1651        Twitter - Ciminacional Skype - imprensa_cimi
desenvolvimento: wv