Português English

"Nossa missão está no Evangelho", afirma dom Roque Paloschi

Inserido por: Administrador em 27/06/2017.
Fonte da notícia: Rádio Vaticano


"Se nós não gritarmos, as pedras vão gritar”. Foto: Augusta Eulália Ferreira

Em nota divulgada pela Presidência da entidade na última quinta-feira (22), a Conferência dos Bispos do Brasil (CNBB) manifestou seu total apoio e solidariedade ao Cimi, alvo da Comissão Parlamentar de Inquérito denominada (CPI) da Funai e Incra, que indiciou mais de cem lideranças indígenas, antropólogos, procuradores da República e pessoas ligadas ao próprio organismo. No texto, aprovado pelo Conselho Permanente, os bispos ressaltam o aumento da violência no campo no período de funcionamento da CPI.

Em entrevista a Rádio Vaticano, Dom Roque Paloschi, presidente do Cimi, agradeceu o ato da CNBB. "Na condição de Presidente do CIMI, louvar e bendizer a Deus por este gesto de ternura e de carinho que o Conselho Permanente da CNBB, com a Presidência da CNBB consequentemente, manifestou ao CIMI através da nota em defesa dos direitos indígenas e do trabalho que o CIMI realiza”, comentou.

Ouça a entrevista completa no site da Rádio Vaticano

“Não há nenhum fazendeiro indiciado na CPI. Somente pessoas que lutam pela vida dos povos indígenas”, afirma dom Leonardo Steiner, da CNBB

O arcebispo de Porto Velho (RO) caracterizou a CPI como "parcial, unilateral e antidemocrática, na medida em que também alimentou a violência no campo ao longo do seu funcionamento". Sobre a conjuntura política que a Comissão Parlamentar foi instaurada, o religioso afirmou a continuidade do trabalho realizado pelos missionários e missionárias do Cimi na defesa dos direitos indígenas. "Nós continuamos caminhando na certeza de que não são estas ameaças da Bancada alimentada pelo agronegócio e pela corrupção que o mundo inteiro está acompanhando que vai amedrontar o sonho e a esperança dos povos indígenas e de seus aliados".

No Brasil

Governo é “incapaz de sentir qualquer remorso com a dor de milhões”, afirma Rede Brasileira Justiça e Paz

Em mensagem pública divulgada após encontro, Rede Brasileira Justiça e Paz trata “anomalia do atual governo” como projeto que “legitima a adoção de políticas que, num quadro de normalidade, jamais...

Indígenas denunciam a comissionário da OEA crescente violência contra suas comunidades e exigem do Governo andamento nas demarcações

Indígenas reuniram-se na tarde de ontem, domingo (12), com o comissário da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da OEA, James Cavallaro. A delegação apresentou a realidade de violação...

Encontro Nacional de Direitos Humanos debaterá lutas e políticas sociais no país

Nos dias 8 e 9 de novembro acontece em Brasília o Encontro Nacional de Direitos Humanos em Brasília (DF).

Brasil não comparece a audiências e é cobrado na CIDH

O relator do organismo para o Brasil, James Cavallaro, avaliou as informações apresentadas pelas representações indígenas e quilombolas como “chocantes”

Violência contra indígenas no Brasil é tema de audiência pública na Comissão Interamericana de Direitos Humanos

A audiência ocorrerá na segunda-feira, 23, durante o 165º Período de Sessões da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), em Montevidéu, no Uruguai

Total de Resultados: 655

Página atual: 1 de 131

123456 Próximo Final

Endereço: SDS, Ed. Venâncio III Salas 309/314 - Brasília-DF Cep: 70393-902 - Brasil - Tel: (61) 2106-1650 - Fax: (61) 2106-1651        Twitter - Ciminacional Skype - imprensa_cimi
desenvolvimento: wv