Português English

Kaingang protestam em Brasília contra assédios e má gestão na saúde indígena

Inserido por: Administrador em 04/07/2017.
Fonte da notícia: Assessoria de Comunicação do Cimi

Por Guilherme Cavalli, da Assessoria de Comunicação

Indígenas Kaingang de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul protestaram na tarde de segunda (3) em frente à sede da Secretaria Especial da Saúde Indígena (Sesai), em Brasília. As lideranças reivindicam que o governo federal investigue as denúncias de assédio moral e sexual e má gestão de recursos do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) da Região Sul, que atende os estados do RS e SC.

As denúncias foram entregues em documentos ao secretário responsável pela Sesai, Marco Antônio Toccolini. "Como mulheres indígenas, temos sofridos assédios moral e sexual. Profissionais indígenas e não indígenas vêm sofrendo essas violações e denunciamos há um mês e nada foi feito", comenta Fernanda Kaingáng.

As lideranças vêm a Brasília uma semana depois de ocuparem as sedes do DSEI e da Sesai, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul como pedindo de afastamento de servidores acusados de assédio moral e sexual. Na reunião, Marco Antônio Toccolini se comprometeu em enviar uma equipe para auditoria nas contas do DSEI Sul e para ouvir as mulheres que sofreram violações. "A denúncia foi protocolada. Mandarei uma equipe para averiguar a situação ainda essa semana. Para realizar o afastamento dos servidores preciso encontrar indícios de irregularidades que sejam postas como provas", defendeu o secretário.

Diante a posição oficial de Marco Antônio, os caciques afirmaram que continuarão ocupando os escritórios responsáveis pela gestão da saúde indígena, ligados ao Ministério da Saúde, como forma de pressionar por investigações e respostas da União.


Foto: Fernanda Kaingang

DF

Parlamentares denunciam ilegalidade na eleição do presidente da CPI da Funai/Incra 2

Indígenas foram impedidos pelas polícias legislativa e militar de acompanhar a sessão da CPI em auditório da Câmara Federal

Indígenas realizam marcha na Esplanada dos Ministérios nesta terça, dia 25, a partir das 15 horas

Atividade faz parte da programação do II Fórum Nacional de Educação Escolar Indígena com o apoio da Articulação Nacional dos Povos Indígenas do Brasil (Apib)

“Precisamos ser desobedientes como opção pedagógica”, diz Gersem Baniwa na abertura do II Fórum Nacional de Educação Escolar Indígena

“Temos de ser teimosos, insistentes. Ninguém no Brasil mais sabe lutar e resistir às adversidades do que os povos indígenas”, completou Baniwa no evento que acontece na Universidade de Brasília

Luta pela democracia segue na pauta de reivindicação dos movimentos ao governo

Acampados em Brasília, movimentos do campo, águas e florestas defendem em audiência a retomada e aprofundamento de políticas sociais

Relatório sobre violações de direitos da população indígena no Sul é apresentado no CNDH

Grupo de Trabalho do Conselho Nacional de Direitos Humanos (CNDH) visitou diversas áreas indígenas na região sul e constatou severas violações de direitos dos povos indígenas em Santa Catarina, Rio...

Total de Resultados: 191

Página atual: 6 de 39

Início Anterior 1234567891011 Próximo Final

Endereço: SDS, Ed. Venâncio III Salas 309/314 - Brasília-DF Cep: 70393-902 - Brasil - Tel: (61) 2106-1650 - Fax: (61) 2106-1651        Twitter - Ciminacional Skype - imprensa_cimi
desenvolvimento: wv