Português English

Publicações

Selecione uma categoria:

Todas Arquivos Jornal Porantim Anistia Internacional Transposição Assessoria Jurídica Cimi Campanhas Mensageiro Semana dos Povos Indígenas Assessoria Teológica Especial Raposa Serra do Sol Relatório de violência 2008 Year Report 2008 violence against indigenous Especial Mato Grosso do Sul Grandes Projetos Relatório de Violência Revista O Mensageiro Assessoria Jurídica Centro de Formação Vicente Cañas Especial Rio+20 Povos Indígenas: Aqueles que Devem Viver Movimento Indígena Parecer contra Minuta de Proposta do MJ Saúde Indígena Relatório do CNJ sobre terras indígenas no MS Jogos Mundiais Indígenas: quem ganha? quem perde? Programação - Acampamento Terra Livre (ATL) 2016 Aty Guasu - Grande Assembleia Guarani e Kaiowá Educação Manual p/ Defender os Direitos dos Povos Indígenas Boletim Huhuride Violência Contra os Povos Indígenas - Dados 2016

Arquivos


O Direito Humano à Alimentação Adequada e à Nutrição do povo Guarani e Kaiowá – um enfoque holístico

O Resumo Executivo da pesquisa analisa as violações de direitos e suas diferentes causas responsáveis pela situação de insegurança alimentar e nutricional dos Guarani e Kaiowá no Mato Grosso do Sul. Iniciada em 2013, a pesquisa socioeconômica e nutricional, com abordagem em direitos humanos, foi realizada em 96 domicílios de três comunidades indígenas: Kurusu Ambá, Ypo’i e Guaiviry. Nas três, foi identificado um índice de insegurança alimentar de 100%. A pesquisa e a releitura levaram cerca de três anos para serem concluídas, resultando em um trabalho extenso. O Resumo Executivo é uma forma mais amigável de apresentar os principais resultados deste trabalho.


MATOPIBA - destrói a natureza e seus povos

Ao invés de progresso, o Matopiba causa graves impactos sociais e acentua ainda mais a destruição do Cerrado, causando o agravamento da pobreza e o abandono forçado dos territórios. Os povos indígenas e as comunidades tradicionais têm uma relação de profundo respeito pela natureza, da qual dependem para a própria sobrevivência. O atual modelo de “desenvolvimento” fundamentado na exploração ilimitada dos bens comuns evidencia que estamos nos condenando à destruição. Para os representantes do agronegócio, no entanto, os povos tradicionais significam obstáculos a este “desenvolvimento”. Por isso, para eles, estas populações precisam ser expulsas ou eliminadas. Confira o material sobre o Matopiba elaborado por ocasião da III Assembleia dos Povos Indígenas de Goiás e Tocantins.


Empreendimentos que Impactam Terras Indígenas


Jornal Porantim n°368 setembro 2014 :Natureza à Venda

A financeirização da natureza significa o aprofundamento radical do capitalismo e, ao mesmo tempo, configura-se como um neocolonialismo. Os povos indígenas e as comunidades tradicionais são os principais impactados por esta lógica perversa, que transforma a natureza em mercadoria e agrava ainda mais a desigualdade social.


Nota de repúdio das lideranças Kaingang contra operação da PF e Brigada Militar

Lideranças Kaingang reunidas na Aldeia Indígena Kandóia, no município de Faxinalzinho, Rio Grande do Sul repudiaram a mega-operação militar que mobilizou centenas de homens armados com objetivo de incriminar os indígenas pela morte de dois agricultores, mesmo com inquérito inconcluso.


Potyrõ n° 898: Encontro de Professores indígenas: em defesa dos saberes tradicionais Comunidade indígena isolada vota pela primeira vez na história

Encontro de Professores indígenas: em defesa dos saberes tradicionais; Comunidade indígena isolada vota pela primeira vez na história.


carta mobilização professores STF

carta mobilização professores STF


Mobilização dos Professores Indígenas do Brasil. Carta à Dilma

Mobilização dos Professores Indígenas do Brasil. Carta à Dilma


Carta solicita a autoridades do governo do Acre ações imediatas em relação aos ataques na sede do Cimi

Em solidariedade ao Cimi, organizações do estado do Acre organizaram um ato de apoio na manhã desta sexta-feira (17) em frente à sede da entidade. Uma carta, assinada por 53 organizações oriundas de 19 países, além de organismos internacionais, foi encaminhada aos ministros alemães Gerd Müller, da Economia Cooperação e Desenvolvimento, e Barbara Hendricks, do Ministério Federal do Meio Ambiente, Conservação da Natureza, Construção e Segurança Nuclear.


Kurusu Ambá

Kurusu Ambá carta


Cartas Aty Guasu

Cartas Aty Guasu


Los pueblos indigenas en América Latina

Avances en el último decenio y retos pendientes para la garantía de sus derechos- Cepal


Brief Report on the violations of the Human Rights of the indigenous Kaiowá Guarani peoples in Mato Grosso do Sul – Brazil.

Brief Report on the violations of the Human Rights of the indigenous Kaiowá Guarani peoples in Mato Grosso do Sul – Brazil.


Áudio evidencia que CNA elabora parecer da PEC 215

Áudio evidencia que CNA elabora parecer da PEC 215


Áudio evidencia que CNA elabora parecer da PEC 215

Áudio evidencia que CNA elabora parecer da PEC 215


Condisi

Condisi Litoral Sul


CARTA PÚBLICA DOS POVOS INDÍGENAS DO RIO NEGRO SOBRE SAÚDE INDÍGENA

CARTA PÚBLICA DOS POVOS INDÍGENAS DO RIO NEGRO SOBRE SAÚDE INDÍGENA


Carta da Adveniat à Dilma Rousseff

Carta da Adveniat, organização filantrópica da Igreja Católica alemã, enviada à presidente Dilma Rousseff por conta das suspeitas de massacres a indígenas isolados na região de fronteira entre Brasil e Peru, no estado do Acre.


Programacao ATL 2011


Recomendacao Nesa Invasao


Dossiê sobre criminalização dos movimentos sociais PAD


Programação do II Simpósio Mudanças Climáticas e Justiça Social


Tekoha - publicação do MPF/ MS


Manifestação FIAN/Brasil


Por avaliações sócio-ambientais rigorosas e responsáveis dos


Inviabilidade da hidrelétrica de Belo Monte


Aplicação da Convenção 169 OIT - povos indígenas


Comentários sobre a aplicação da Convenção nº 169 - CUT


Teologia Índia na Igreja - Artigo de Eleazar López Hernández


Relatório ONU contra todas as formas de racismo, discriminação racial e xenofogia


Endereço: SDS, Ed. Venâncio III Salas 309/314 - Brasília-DF Cep: 70393-902 - Brasil - Tel: (61) 2106-1650 - Fax: (61) 2106-1651        Twitter - Ciminacional Skype - imprensa_cimi
desenvolvimento: wv